Encontre sua Célula
Saiba qual a célula mais próxima de você! Procurar
Redes Sociais
Palavra
Aprender a esperar em Deus
Romanos 5: 1 a 4

Com certeza, desde que chegamos na igreja e passamos a conhecer Palavra de Deus, junto com ela recebemos o entendimento de que existem promessas de grandes conquistas, de prosperidade, de resgate de honra e dignidade, de libertação de medos e opressões, de cura, de reconciliação, para quem se aproxima de Deus pelo caminho certo, ou melhor pelo único caminho, Jesus Cristo.

A Palavra de Deus em Hebreus 11:1 diz que “fé é a certeza das coisas que se esperam e a convicção de fatos que se não veem”. Portanto, é através da fé que temos a certeza e a convicção que todas estas promessas que temos ouvido se cumprirão em nossas vidas.

Muitos têm perdido suas bênçãos a minutos de recebê-las, por não saberem esperar por elas.

Falta ao homem de uma forma geral paciência e perseverança, principalmente nos dias de hoje, em que existe um inconsciente coletivo de imediatismo, instantâneo, “Express” transformando o homem em um ser intolerante, impaciente e infiel.

A automação das coisas, as facilidades e a velocidade da era da informática também tem contribuído para isto.

Por trás de todas estas coisas existe a ganância, a ambição desenfreada, a idéia de que é preciso correr para alcançar um “lugar ao sol”, porque senão alguém chegará primeiro e pegará o seu lugar; uma competitividade exagerada que têm separado amigos e dividido famílias. (uma chave aqui: Foco na Motivação correta e no Equilíbrio)

Porém no Reino de Deus há um 1o lugar para todos. A promessa de vitória é para todos e ao contrário do mundo não é para os apressados e espertos e sim para os que ativam a fé, avançam, realizam, cumprem princípios, lançam suas sementes e neste foco, sabem esperar o processo se cumprir e o tempo definido para Deus agir.

Neste tempo entre a proclamação da promessa e a chegada dela, Deus precisa nos preparar para podermos desfrutar em plenitude o que receberemos Dele.

As provas e tribulações que vivemos fazem parte desta preparação de Deus. Jesus disse em João 16,33 que no mundo teríamos aflições, mas que, como Ele, as venceríamos.

A Palavra de Deus diz que a tribulação gera perseverança e a perseverança, experiência e a experiência, a esperança.

Os que perseveram adquirem uma experiência que os prepara, os lapida, os aperfeiçoa e os amadurece.

Quantas vezes aprendemos coisas preciosas com pessoas mais velhas através de suas experiências e quantas vezes ouvimos estas pessoas dizendo “hoje eu não faria o que fiz no passado”, “se fosse hoje eu não repetiria aquele erro”.

Os experientes, os forjados no fogo por Deus, os maduros, não caem, não se abalam, não se desviam, são prudentes e zelosos.

Esta é a natureza que Deus quer forjar em nós antes que as bênçãos cheguem em nossas mãos, para que uma vez recebidas, sejam duradouras, ou melhor, eternas.

Deus quer te dar um casamento para sempre, prosperidade para sempre, felicidade e paz para sempre!

Não corra atrás das suas bênçãos e nem cobre de Deus o tempo todo por elas. Na hora certa você será alcançado por elas. (Deut 28 – as bênçãos alcançarão os obedientes que estão firmados em Deus e perseverantes na ativação de uma fé viva, frutífera).

Os que se permitem viver as experiências que Deus propõe conquistam uma riqueza ainda maior, que é uma natureza esperançosa. Não existe nada mais triste do que alguém que não sonha mais, não acredita mais, não tem mais esperança.

Creia nas promessas de Deus para a sua vida, não desista, seja paciente, persevere até o fim e com certeza todas elas se cumprirão.

Deus abençoe a todos,

Leia
Esboço da Célula
Conhecendo os segredos da oração – Parte III

Tiago 4:1-3; Mateus 26:41

A oração nos aproxima de Deus e transfere os segredos dEle para o nosso coração. Oração é comunicação com o único Deus pessoal e digno de confiança. Deus é uma pessoa! Ele é um Deus pessoal que se relaciona conosco numa base pessoal.

Nossos olhos de carne não O veem, mas Ele é real e se comunica com Seus filhos. Concepções religiosas erradas O colocam como um Deus inatingível, impessoal, distante, que pode ou não estar interessado em nossas vidas. Daí surgem as orações que são meras expressões religiosas, destituídas de significado, sem nenhum valor prático.

A oração é comunhão com um Deus residente no cristão. No Velho Testamento Deus estava no meio do povo, era pelo povo, mas não estava no povo. No Novo Testamento, por causa da aliança firmada na morte e ressurreição de Jesus, Deus não somente está em nosso meio, é por nós e está em nós, pelo Seu Espírito residente em nosso espírito, em nosso coração.

A oração exige tempo com Deus. O maior investimento que podemos fazer em nossa vida é o tempo com Deus e Sua Palavra. A maior contribuição que podemos dar ao mundo é o tempo gasto em oração por ele.  O maior bem que podemos fazer a uma pessoa é o tempo usado em oração genuína por ela. Os efeitos de uma vida de oração transcendem as realizações humanas.

A oração exige disciplinas dos pensamentos. Tão logo alguém se consagra à  oração, verá que a manterá atacada por outros pensamentos. E aí é que surge a tentação de desistir, deixar para outra hora. É uma luta espiritual. É preciso desenvolvermos o hábito de tomar os pensamentos cativos à obediência de Cristo (2 Cor.10:5).

Aprendemos que a oração é a chave para o sucesso em cada área da vida; é o segredo da vitória no trabalho de Deus e na vida pessoal. A oração verdadeira é a mais poderosa arma contra os poderes das trevas; é também a chave que abre os tesouros do céu para àqueles que creem em Jesus Cristo como Senhor e salvador.

Pelo fato da oração ser uma arma de guerra poderosa para vencer e conquistar territórios, surgem obstáculos para nos impedir de orar, Jesus disse que o nosso espírito que nasceu de novo está pronto, mas tem a carne que não quer orar, pois ela é fraca.

Vejamos alguns obstáculos à oração

 1. Relacionamentos errados na família. Em I Pedro 3:7 diz: Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.

2. Espírito não perdoador (Falta de perdão). Em Marcos 11:25,26 Jesus disse: E, quando “estiverdes orando”, se tendes alguma coisa contra alguém, “perdoai”, para que vosso “Pai celestial vos perdoe” as vossas ofensas. Mas, se não perdoardes, também vosso Pai ce­lestial não vos perdoará as vossas ofensas.

 3. Motivação errada. Em Tiago 4:3b diz …pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres. Um sério obstáculo à oração é pedir a Deus coisas que realmente não necessitamos, com o propósito de satisfazer desejos egoístas ou com uma motivação egoísta. Em I Coríntios 10:31 diz: “Quer comais, quer bebais, fazei tudo para a glória de Deus”. Quando vivemos bem por causa da motivação certa, glorificamos a Deus.

Podemos orar por coisas em linha com a vontade de Deus, mas se o motivo for errado, não haverá resposta. O propósito primeiro da oração deve ser a busca pela vontade perfeita de Deus na nossa vida, família, amigos, pessoas que se fazem inimigos, as nações, igreja etc.

Quando oramos com a motivação correta o nome de Deus é glorificado, tudo deve apontar para a glória de Deus. Isso significa que estamos crescendo e prosperando, que através de nós Jesus está sendo conhecido, muitas vidas estão sendo salvas e muitos discípulos estão sendo formados e enviados e que  o avivamento está sendo derramados nas nações da terra, mudando o mundo para melhor.

 A Bíblia diz em II Crônicas 16:9 que os olhos do Senhor passam por toda a terra procurando alguém cujo o coração seja inteiramente dEle. Quando Deus encontra pessoas de coração sin­cero e puro diante dEle, não há limites ao que Deus possa fazer.

Quantos líderes no reino de Deus no mundo têm procurado interesse apenas finan­ceiro, quantos têm procurado apenas a glória pessoal, a fama e o reconhecimento. Mas aqueles que honestamente buscam o rei­no de Deus em primeiro lugar, nosso Deus ouve a oração e os faz prosperar em tudo.

Peçamos a Deus em nome do Senhor Jesus que purifique nosso coração, que Ele en­contre em nós um coração puro, sincero, com motivações corretas diante dEle, que Ele nos livre de toda motivação errada, que Ele tire esse obstáculo que bloqueia nosso canal de comunhão com Ele, pois ter comunhão com Ele nos leva a ter tudo em comum, nos tornamos um com Ele e isso nos leva para novos patamares de vida e vida em abundancia.

Prática: ore a Deus pedindo perdão pelas motivações erradas, peca direção do Espírito Santo para que tenhamos motivações corretas em nossas orações e abençoe as famílias representadas na célula. Faça apelo aos visitantes e os convide para o culto.

Que Deus os faça fecundos segundo a promessa! Amamos vocês!

Apóstolos Eliezer e Zenita

Leia